Banner Retiro Espiritual SP - Comida

Imersão em alimentação consciente para substituir a culpa pelo prazer na prática com mindfulness

Aguarde a próxima imersão.

clique abaixo e entre para a fila de espera do próximo encontro.

A imersão Comida Sana é uma pausa pra você que está repensando a alimentação mas não sabe como fazer. Propomos um fim de semana leve, lúdico e de autocuidado com práticas que ajudam na compreensão das origens das nossas fomes com base na atenção plena.

Para isso, desenhamos uma trajetória que começa na reflexão individual de conexão com o alimento  e com a terra, para uma vivência coletiva de partilha e conexão com o outro, em harmonia, colocando a comida como protagonista.

Promovido pelo Bonde Verde,  plataforma que promove o autoconhecimento por meio da alimentação, em parceria com o Instituto Ecoa, a imersão Comida Sana tem como base teórica o estudo Alimento pra Mente. Desenvolvido para a tese de formação em neurociências da fundadora do Bonde Verde, Gabriela Neves,  o estudo discute a importância e impacto da alimentação equilibrada na saúde mental e bem-estar. 

 

 

O QUE VOCÊ IRÁ VIVER?

  • Ressignificação da relação com a comida substituindo a culpa pelo prazer

  • Pausas para reflexão na natureza

  • Instigação dos 5 sentidos

  • Práticas formais e informais de Mindfulness (atenção plena) aplicadas à percepção da alimentação

  • Percepção dos impactos das práticas vividas por meio de mensuração de resultado de stress reduction a partir de assessments

QUAIS PRÁTICAS SERÃO VIVIDAS?

As práticas servirão para a experiência e foram adequadas ao propósito do retiro de ressignificar a nossa alimentação.

  • Mindful-eating

  • Mindfulness sentado

  • Mindfulness andando

  • Práticas em silêncio

  • Práticas informais de mindfulness como dança, caminhadas, e conexão com alimento e natureza

PORQUE PARTICIPAR?

Apesar da ampla discussão sobre a importância da alimentação saudável, a prática no dia a dia pode ser um desafio no contexto da vida contemporânea. É às vezes, sentimos culpa por não estarmos nos cuidando como deveríamos.

A imersão Comida Sana é um convite para uma nova visão sobre alimentação que foca no modo de fazer, em como comemos de maneira leve e lúdica. O intuito é que cada pessoa saia com a consciência de como seu corpo funciona e o que é melhor para ele, independente de padrões ou receitas e continue aplicando as práticas vividas no seu dia a dia.

Mindfulness é prática que desenvolve e amplia a autoconsciência do corpo, mente e ambiente externo.

Você consegue definir se sua fome é física ou emocional?

Segundo a Dra. Jan Chozen Bays, pediatra e monja, que trabalha com mindful eating (comer consciente) há décadas é possível dividir 9 tipos de fome:

1. Fome dos olhos

Uma refeição apresentada com beleza será muito mais atraente que uma refeição ofertada sem capricho, mesmo que sejam os mesmos ingredientes.

2. Fome do olfato (do nariz)

Sentir o aroma dos alimentos é essencial para o nosso gosto. A maioria das vezes em que nós pensamos que é gosto, é na verdade o “cheiro” da comida. 

3. Fome de boca

Azedo, doce, salgado, picante, os temperos, texturas em nossa boca, que sensações nos trazem? O líquido, o sólido? Sentimos a necessidade de mastigar? 

4. Fome do tato

Muitas vezes nossa necessidade está em sentir, com nossas mãos, o alimento, sua temperatura, textura e isto pode influenciar o quanto isto nos satisfaz e a quantidade que conseguimos consumir. 

5. Fome do ouvido

O barulho que um alimento faz ao mordermos e mastigarmos, motivados por sua crocância, contudo, muitas vezes é o motivo pelo qual comemos e somos capazes de devorar um pacotinho.

6. Fome de estômago

Um ruído na barriga é uma das principais formas para reconhecermos a fome; todavia isto pode ainda não significar necessariamente que nosso corpo precisa de comida.

 

7. Fome celular ou do corpo

Quando nossas células precisam de nutrientes, podemos nos sentir irritados, cansados ou apresentarmos alguns sintomas, como por exemplo, dor de cabeça. A fome celular é uma das mais difíceis de perceber, precisamos estar mais conectados com nosso corpo para termos esta percepção sutil. 

 

8. Fome da mente

Em nosso mundo moderno, ansiogênico, nos tornamos facilmente comedores ansiosos. Mindfulness ou Mindful Eating pode ajudar a tranquilizar a mente e permitir uma maior consciência sobre como nosso corpo.

 

9. Fome do coração

A vontade de comer certos alimentos e preparações pode estar relacionada à nossa infância, ou porque já acostumamos nossa mente a buscar determinados alimentos para nos sentirmos melhor “o comfort food”. 

GABRIELA NEVES

Idealizadora do Bonde Verde

Formada em publicidade pela FAAP e pós-graduada em neurociências pelo Mackenzie. Constante pesquisadora da vida, explora as linguagens que estão ao seu alcance para gerar conversas sobre nosso corpo e comportamento alimentar na sociedade.

É idealizadora do Bonde Verde, plataforma que promove o autoconhecimento por meio da alimentação consciente. O primeiro estudo do Bonde é o Älimento Pra Mente, tese com base em neurociências que discute o impacto do alimentação no bem estar e no stress.

CORINA ERISMAN

Psicologa e Instrutora de Mindfulness

Psicóloga junguiana formada pela PUC-SP, com 20 anos de experiência em psicologia clínica. Corina é instrutora sênior de Mindfulness pela Mindfulness Trainings International (MTI), formada em psicologia analítica, Somatic Experience, Thinking Environment e pós-graduada pelo protocolo Mindfulness Based Cognitive Therapy pela Oxford Mindfulness Centre.
É idealizadora da Casa Maitrî, coletivo de aprendizado focado em sustentabilidade e auto-conhecimento que conta com um rico quadro de professores e facilitadores que oferecem cursos, workshops e palestras sobre Mindfulness, Thinking Environment, Teoria U.