Muito se ouve falar em constelação familiar nos dias atuais, muitos terapeutas já trabalham com essa técnica terapêutica já difundida pelo Brasil e tão presente e certeira no que diz respeito a resultados de ressignificação das questões familiares e entendimento de cargas ancestrais.

CONSTELAÇÃO 

FAMILIAR

Retiro ECOA - Constelação Familiar

Para falar da constelação e como ela se desenrola em uma sessão de terapia em grupo ou individual, gosto sempre de trazer para o paciente ou cliente uma lembrança da época em que brincávamos de imitação, teatro e interpretação. Por assim dizer, quando estamos em uma sessão de constelação familiar (grupo), seja sendo “constelado” (cliente) seja participando, o que vemos a nossa frente é uma espécie de peça teatral, onde o cliente escolhe as representações de suas famílias para atuar nesse palco. Esse palco, chamamos de Campo morfogenético. Nele o terapeuta (constelador), ajuda o cliente a posicionar todas as partes da família em questão e vai direcionando as escolhas, relacionando Pai, Mãe, avós paternos, avós maternos, tios e tias, irmãos e irmãs.

COMO FUNCIONA A CONSTELAÇÃO?

1.

A sessão de terapia na prática é muito simples. Normalmente há uma entrevista prévia entre terapeuta constelador e cliente, do qual o cliente conta um pouco o que está passando na vida. Sejam eles problemas familiares ou não. 

O terapeuta agenda uma sessão com um grupo de pessoas aleatórias que não conhecem da vida do cliente para que possam ajudar nas representações. 

2.

O cliente na sessão em grupo em conjunto com o terapeuta, escolhe as pessoas que irão representar seus familiares (no caso da constelação familiar) e as posiciona em algum lugar na roda onde sente que seja o lugar daquela pessoa. 

3.

4.

NOTA: Vale lembrar que é uma terapia extremamente sensitiva e não tem nenhum tipo de incorporação ou viés religioso. 

O Terapeuta conduz os representantes a começarem a dizer o que sentem naquela posição e mesmo cada representante sem saber quem são, falam sobre sentimentos e sensações. 

5.

NOTA: Esse momento a mágica acontece e o campo morfogenético é explicado. Pois o cliente começa a ver relações dos sentimentos e sensações à seus relativos. Mesmo a pessoa não conhecendo a história da família. 

6.

7.

O Terapeuta começa a perceber os emaranhados a partir dos incômodos de cada representante e com comandos de liberação e perdão, começa a fazer o trabalho de ressignificação entre as partes familiares do passado, liberando a carga de energia densa na pessoa (cliente) que procurou por ajuda. 

PERGUNTAS FREQUENTES

PARA QUEM É A TERAPIA?


A terapia é para qualquer pessoa que busque ter uma visão ampla da vida a fim de revisitar todas as suas partes desconexas e que busca uma forma de entender o que está passando. Ela é efetiva para quem busca esclarecimento sobre alguma questão, para quem busca cura, para quem não consegue ver uma luz ou até mesmo para quem quer entender o porque as coisas tem estado da maneira como estão.

São duas horas de terapia que resignificam muitas histórias da vida e nos mostra com amorosidade a solução para nossas questões. Destravando não só nossa visão sobre tudo, mas também reverberando em todas as nossas partes, inclusive em família, trabalho, relacionamento amoroso, vida profissional. Todos sentem a mudança quando estamos presentes de fato para ouvir o que os sentidos e sentimentos tem a nos dizer e nos ensinar. É transformador.




QUNTO TEMPO DURA A TERAPIA?


A terapia dura de 1 a 2 horas.




PORQUE FAMILIAR?


Se temos um ente da família que foi excluído, seja pai e mãe que negou ou abandonou uma criança, seja irmãos que brigaram por herança, seja uma mãe traída. Muita mágoa tomou conta do coração dessa pessoa excluída, podendo ser potencializada por ódio, rancor, senso de justiça e vingança. Sentimentos negativos que foram instaurados entre essas pessoas. Algo nada positivo para a próxima geração que estava chegando. Quando temos esse tipo de exclusão, temos a quebra do vinculo amoroso e um buraco na família que é passado de geração em geração, pois o bebe da época virá um homem e leva consigo a história de sua família, tem mais um filho que mesmo sem saber está levando consigo mais uma história e assim por diante.

Quando não conhecemos nosso passado, é difícil compreendermos o que nos leva a ter determinado jeito ou gênio. Virginia Satir a psicóloga familiar que Bert estudou, lá nos anos 70 já fazia seus teatros familiares sistêmicos justamente para trazer a cura entre as famílias e no coração das pessoas e dizia que cada ser é único e individual e deve deixar para trás projeções e necessidades de pai e mãe, ou seja, não precisamos de aprovação ou cuidado de nossos pais depois de adultos, o que fazemos é continuar projetando na vida, muito daquilo que inconscientemente continuamos pedindo a nossos pais. Aceitação e reconhecimento é o que toda criança quer de seus pais, porém mesmo quando temos isso, permanecemos pedindo ao outro que nos aceite e que nos reconheça, transferido muitas vezes à relacionamentos amorosos, amizades, figura do chefe no trabalho e etc.

Muitas das nossas questões (se não todas), estão relacionadas a nossa criança que ainda pede por muitas coisas aos pais, então imagina qual a carga temos carregado se pensarmos o quanto nossos pais carregam de nossos avós, dos avós ao bisavós e assim vai.




EU FIZ A MINHA CONSTELAÇÃO E NÃO TIVE O RESULTADO ESPERADO.


Essa é uma máxima de todo cliente que acha que vai resolver os problemas de uma vida em apenas 2 horas de terapia. Muita atenção a isso. Nada se resolve do dia pra noite. O trabalho da constelação é liberar, incluir e ressignificar relações do passado e do presente no campo morfogenético. Um trabalho que requer abertura, confiança e principalmente fé daquele que está sendo constelado. O caminho para a cura é antes de tudo a auto responsabilidade. A partir de uma constelação, muitos caminhos são revelados, principalmente a fonte de onde vem alguma matriz ou raiz. E criar essa nova consciência de sua própria vida, te garante que tenha uma nova perspectiva da vida.




POSSO SÓ ASSITIR SEM PARTICIPAR?


Pode. Porém como dizemos, se estiver na sala, algo vai reverberar no seu coração. Seja a história contada, seja a resolução encontrada. Nunca ninguém só assiste, de uma forma ou de outra, todos colaboram para o que acontece na terapia.




A TERAPIA TEM A VER COM ALGO ESPIRITUAL?


Algumas versões da psicologia moderna consideram o lado espiritual tão importante quanto o lado cognitivo, pois só quando fazemos um diagnóstico por completo do nosso ser, integrando a alma e os sentidos, podemos de fato sentir a mudança.

A Constelação Familiar traduz a espiritualidade como campo morfogenético e em forma de intuição, um poder que todos nós temos quando estamos de fato conectados com nossos sentimentos e sensações. A partir disso, criamos algo integral e verdadeiramente poderoso para mudar nossos padrões, confiando que não só nossas atitudes irão transformar nossa história, mas também como a nossa fé e crença na equanimidade da vida.




QUANDO DEVO PROCURAR POR UMA CONSTELAÇÃO FAMILIAR?


Qualquer problema pode ser constelado. Especificamente a constelação familiar é uma técnica específica para emaranhados familiares, inclusão de excluídos e perdão de exclusores. Esses que muitas vezes são matrizes de problemas que vivemos em nossas vidas, incluindo problemas com relacionamento, filhos, trabalho e também doença.

Vamos dar um exemplo de doença. Se sabemos que nossa família tem uma tendência a câncer por exemplo, e sabendo que o câncer pode ser genético é possível constelar esse tipo de energia. Sabendo que o câncer tem uma forte relação com a questão emocional e o volume de mágoas guardadas, podemos constelar a relação das pessoas da família com a vida emocional. Podendo devolver para cada um a responsabilidade de tratar suas próprias questões e liberando energeticamente a sua relação com a doença que vem sendo comum na família.

Todas as nossas questões são familiares, tem a ver com nossa história de vida e por onde viemos parar na terra, ou seja, temos que cuidar e liberar projeções das mãos que nos embrulharam e perceber se aquilo que estamos sentindo tem a ver com nossa personalidade ou com as questões de nossas famílias.




JÁ FIZ UMA CONSTELAÇÃO UMA VEZ, POSSO FAZER OUTRA?


Sim, cada terapeuta tem uma formação diferente, está em uma fase diferente e cada momento da vida é diferente. Imagine que hoje sua questão seja profissional, uma dúvida, uma dificuldade de emprego, algo nesse sentido. A constelação será feita mais intencionada para a sua relação profissional e os emaranhados sobre esse tema.

Imagine que em outro período da vida, sua questão seja um relacionamento que não tem dado certo, ou uma busca por amor ideal e frustrações. Então sua constelação será dirigida para que busque um lugar nesse sentido nas questões familiares.




O QUE É INTUIÇÃO?


Intuição é a forma que temos de ouvir nossos sentimentos e sensações a partir desse lugar da verdade interna. Todos somos seres intuitivos. Alguns mais, outros menos. Pois tudo depende de prática. Ouvir a intuição é colocar a prova a versão das coisas sem a necessidade da influencia da mente. Ou seja, como podemos trazer aquilo que sentimos ao invés de pensarmos sobre o que estamos sentindo. É um desafio no contexto da vida moderna, onde somos treinados para sermos mentais, porém todos tem seu lado intuitivo. E isso pode ser aflorado quando nos permitimos sair do campo cognitivo dos pensamentos e viajar para o campo das emoções e sensações.




O QUE É O CAMPO?


O campo traduzido para o português claro, é o contexto criado entre o grupo. Imagine um trabalho em equipe, onde cada um tem a sua função e sua importância. Quando uma pessoa sai ou se afasta desse grupo, algo fica faltando. As pessoas sentem falta desse elemento que se foi, pois tiveram que assumir funções que não eram suas e isso gerou um desequilíbrio.

Para o entendimento do que é o campo o sutil que é criado a partir disso. O grupo está formado, algo especial foi criado para esse grupo. Cada um com sua força e sua importância. Existe um campo por trás desse movimento, um campo energético, um campo de força, um campo sutil.

Quando falamos em terapia, “o campo fala”, significa que o grupo em conjunto, cada um com sua essência, traz para o campo algo especial que é criado e conectado somente ali naquele contexto e que graças a isso, insights e resoluções aparecem. Pois todos estamos conectados a partir da linha do coração, que é o que liga todos os seres vivos da terra.




QUANTOS TIPOS DE CONSTELAÇÃO FAMILIAR EXISTE?


Existem muitos formatos de constelações. Na realidade a própria constelação de Bert Hellinger foi se transformando ao longo de sua trajetória, afinal, tudo é multável. A constelação hoje já tem algumas vertentes e formatos de acordo com o trabalho de cada terapeuta constelador. Alguns usam Hooponopono, outros colocam elementos da natureza, alguns usam viés xamanico e assim vai. Para escolher a sua, basta participar de uma roda enquanto participante e ver como é na prática.




COMO ESCOLHO COM QUEM DEVO FAZER MINHA CONSTELAÇÃO?


Minha indicação é que vá assistir e participar de pelo menos 3 constelações em diferentes grupos. Isso porque cada terapeuta tem a sua particularidade e não é porque uma é mais cara que a outra que seja melhor. Quanto mais sintonia você desenvolve com o tipo de trabalho, mais efetivo ele se torna.

Para constelar é necessário confiar. Estamos falando de um trabalho energético, onde quanto mais o cliente se abre para o que pode ser visto, mais é possível que as partes e representantes sintam as emoções e sensações.




QUANTO CUSTA UMA CONSTELAÇÃO FAMILIAR?


Os preços são diversos, têm de 200 á 1000 reais. Como coloquei acima, não quer dizer que seja mais cara que seja melhor e tenha mais resultado. Afinal, resultado é uma questão de auto responsabilidade, pois a constelação te mostra os cenários e as faz as liberações e perdão, mas se você não confiar, não acreditar e não ter fé de que realmente algo foi desbloqueado, é possível que você continue rodando em falso.

A precificação varia de acordo com o tempo de estudo do terapeuta, demanda de seus atendimentos, localização, locação do espaço para a terapia e etc.

No instituto Ecoa, costumamos fazer uma espécie de constelação, porém com um viés xamânico e de transformação.




SOU MUITO RELIGIOSO, ISSO VAI CONTRA ALGUMA CRENÇA ESPECÍFICA?


Não, todo trabalho é terapêutico onde damos ouvidos a nossa intuição. Cada um com sua fé e crença são bem vindos a experimentar a possibilidade de ajudar alguém a partir daquilo que sente no coração. Costumo dizer que quando se trata de ajudar alguém, não importa sua cor, raça ou credo, essa é a base de qualquer fundamento, então que possamos fazer o bem juntos.




EU SOU MUITO RACIONAL, NÃO CONSIGO USAR MEU LADO INTUITIVO. POSSO PARTICIPAR OU SER ATENDIDO?


Pode. Intuição é algo que temos que praticar. Essa é uma excelente forma de você começar a praticar a intuição, seja para se ajudar, ou para ajudar alguém.




OS ATENDIMENTOS ACONTECEM AONDE?


Os atendimentos acontecem em Jundiaí, Campinas ou Valinhos presencialmente




PARA QUE SERVE A CONSTELAÇÃO FAMILIAR?


A constelação familiar serve para olharmos para o passado em nossas famílias. Tudo que nossos ancestrais viveram, lutas, guerras, perdas, ódios, escassez, e etc, são passado a outras gerações geneticamente. É natural que uma família que viveu uma guerra, tanha o costume de economizar comida e dinheiro com medo que uma nova guerra aconteça. Porém depois de várias gerações pode ser que se perceba o traço de escassez e medo pela falta mesmo quando se está vivendo em abundância e sem risco de perda. Esse é um típico caso que pode ser cuidado na constelação, onde é liberado o medo da escassez de nossos antepassados a fim de liberar essa energia que veio da família em sí.

Em muitos casos, temos mortes, assassinatos e muita mágoa nas famílias do passado, exclusões e exclusores e isso gera uma tristeza profunda para o sistema familiar, levando de geração em geração, e talvez nunca saibamos de onde vem um sentimento nosso, mesmo estando tudo bem, parece que algo está errado.




PORQUE FAZER COM O ECOA?


No instituto Ecoa, costumo fazer uma constelação como parte da busca do despertar. Ou seja, aquela pessoa que passa por um problema na vida, não só é “constelada” mas como também passa a entender a responsabilidade de ter levado toda essa história consigo, pois entendemos que tudo é ressonância e se abrimos essa margem, é porque de certa forma criamos essa realidade.

O diferencial do ECOA é que programamos uma sessão de retorno após uma semana, para fazermos o fechamento do que reverberou ao longo da semana pós constelação, pois as maiores reclamações de pacientes que chegavam nas terapias, eram de terem feito a constelação e não entendido muito bem se resolveu ou não. A gente acredita que a consciência tem parte fundamental no processo de transformação.





logo retiro espiritual ecoa
Eventos e imersões realizados por:
Instituto Ecoa - CNPJ: 31.359.381/0001-23
Alto Paraíso de Goiás - GO / Chapada dos Veadeiros - Brasil
  • Instagram - Retiro Ecoa
  • YouTube - Retiro Ecoa
  • Facebook - Retiro Ecoa
  • Twitter - Black Circle
  • LinkedIn - Black Circle
  • Spotify - Black Circle